ARTIGO: A POLÍTICA REQUER RENÚNCIAS! | Blog do Marcondes Moreno

segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

ARTIGO: A POLÍTICA REQUER RENÚNCIAS!

Share it Please
Muito se bate em políticos, e na grande maioria dos casos é coerente a cobrança. Mas para quem não é da elite, ou possuidor de boa condição financeira ou empresa de grande ou médio porte passa por algumas dificuldades, antes mesmo de iniciar propriamente a campanha. Veja meu caso: a pouco mais de 5 meses, após conversar com o empresário Allan Carneiro, decidi de forma veemente, lançar meu nome à disposição do município. Após uma decisão como essa, a sua vida realmente muda! Embora seja professor e personal trainer, enfrentando dificuldades financeiras, recebi, graças a minhas ações e meu currículo, a oportunidade de ser coordenador de um núcleo de uma instituição privada em nosso município. Uma ótima função, onde inclusive seria muito bem pago por ela.

Após conversarmos, acordamos para que eu passasse alguns dias aprendendo com a pessoa que estava de saída, e na sequência assumiria o cargo. Nesse meio tempo, em uma reunião com os diretores, me foi perguntado se realmente eu seria candidato no ano seguinte, e prontamente disse que sim! Após isso, tive que ver os semblantes mudarem, e ouvir algo como: “fico feliz por você ter a disposição e coragem, e lhe parabenizo por isso, mas para nossa função, em uma cidade com uma política tão forte e quente, fica complicado um candidato ter essa liderança e visibilidade.” Me deram uma semana para pensar, pois tive que optar em manter a função ou manter minha pré-campanha. Fiquei muito triste, pois financeiramente era o que estava precisando, porém não sou de desistir daquilo que quero, e na política de 2016, pensei em lançar meu nome, desisti, pois não teria argumento para estar no mesmo palanque de algumas figuras aqui de nosso município. E vendo a situação que nossa cidade vive, sinto-me omisso por saber que poderia contribuir ativamente, ou pelo menos tentar, e não o fiz. Diante desse cenário não podia desistir e conviver mais 4 anos com a sensação de omissão. Então no dia combinado, deixei claro que compreendia a situação da instituição, que gostaria muito de assumir o cargo, mas que não seria isso que me faria desistir da campanha. Não posso pensar só em mim, preciso pensar em um todo, e a cada nova pessoa do bem que entra na política, uma pessoa mal intencionada sai! E tive que renunciar essa grande oportunidade por causa da política!

No ano vigente, desejoso de voltar para a educação básica, mas uma vez me deparo com uma barreira, pois qual escola me contrataria para que aproximadamente no meio do ano, precisasse sair para me dedicar aos dias de campanha de verdade? Além disso, o período se choca exatamente com os Jogos Escolares, que envolve minha função, já que trabalho também com o treinamento das equipes, e isso é mais um empecilho para que eu possa voltar a educação básica, e diante desse cenário, preciso fazer mais uma renúncia, para que a pré-candidatura possa continuar firme, forte e em ascendência! Renuncias vem e vão, e nossa pré-campanha continuará, pois sou muito ciente que Santa Cruz Merece Mais.

Kélvin Windembergue Nascimento - Professor

Nenhum comentário:

Postar um comentário