ADESÃO DA AGROINDÚSTRIA PERNAMBUCANA AO SISTEMA DE INSPEÇÃO DE ORIGEM ANIMAL É REGISTRADA POR DIOGO MORAES NA ALEPE | Blog do Marcondes Moreno

RADIO

terça-feira, 23 de abril de 2019

ADESÃO DA AGROINDÚSTRIA PERNAMBUCANA AO SISTEMA DE INSPEÇÃO DE ORIGEM ANIMAL É REGISTRADA POR DIOGO MORAES NA ALEPE

Share it Please
Vice-líder do governo na Assembleia Legislativa de Pernambuco, o deputado estadual Diogo Moraes (PSB), subiu a tribuna da Alepe nesta segunda-feira (22), para destacar a conquista da Agroindústria Pernambucana, que aderiu ao Sistema de Inspeção de Origem Animal (SISBI) e passará a comercializar produtos de origem animal em todo o território nacional. A iniciativa é uma excelente oportunidade para a economia do Estado e, principalmente, para os produtores, que ganharão com a comercialização dos seus produtos no mercado nacional. A medida beneficia, inicialmente, a comercialização de queijos artesanais -entre eles o famoso queijo de coalho- e ovos pasteurizados.


De acordo com o parlamentar, Pernambuco é o único estado do Nordeste com o Certificado de Equivalência do Serviço de Inspeção Estadual, o que representa o reconhecimento da qualidade do trabalho desenvolvido pela Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro) e pela Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), que busca essa autorização desde 2012.
"É importante destacar que, agora, o cenário que se monta é de um novo e promissor espaço para alavancar a produção pernambucana em razão da abertura do mercado nacional, permitindo que os produtos do estado sejam reconhecidos pela sua qualidade e inocuidade, consolidando a dedicação e visão do empreendedor pernambucano", pontuou o deputado.


O Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal, faz parte do Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária, que estabelece padrões e harmoniza os procedimentos de inspeção de produtos de origem animal, com o objetivo de garantir a segurança alimentar. De acordo com a Adagro, a adesão ao sistema é voluntária, mas é necessário que as empresas atendam as adequações exigidas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.


Em Pernambuco, três estabelecimentos com adesão ao sistema já podem comercializar seus produtos em todo o país, são eles o laticínio Campo da Serra, Venturosa e a Aska Alimentos. Até o final do ano, outras 70 empresas pernambucanas poderão ampliar seus negócios no território nacional.


O parlamentar encerrou seu discurso parabenizando o governo estadual pela iniciativa. "Faço aqui este breve registro para parabenizar ao Governo de Pernambuco, em nome do governador Paulo Câmara, pela atuação, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Agrário, na pessoa do secretário Dilson Peixoto, e a Adagro, que têm se dedicado a ampliar os espaços da agricultura e agropecuária pernambucana", disse Diogo.


Fotos: Roberto Soares/Alepe

Nenhum comentário:

Postar um comentário